Uma playlist para ajudar nos estudos

Pesquisa britânica relaciona batidas por minuto (bpm) de canções a efeitos cognitivos específicos
SHARE
, / 1319 0

Música de fundo pode ser uma aliada dos estudos – mas não serve qualquer estilo musical. É o que sugere uma pesquisa britânica conduzida pela psicóloga clínica Emma Gray, especialista em comportamento cognitivo, que relaciona batidas por minuto (bpm) de canções a efeitos específicos sobre a cognição.

De acordo com Gray, ouvir música clássica com 60 a 70 bpm favorece a concentração e o raciocínio lógico. Alunos que escutaram música clássica, como Para Elise, de Beethoven, durante os estudos acertaram em média 12% mais em testes de matemática.

Sucessos pop não ficam de fora. Músicas de 50-80 bpm, como We can’t stop, de Miley Cyrus, e Mirrors, de Justin Timberlake, permitem ao cérebro absorver e lembrar informações mais facilmente, segundo a pesquisadora. Já o clássico do rock (I can’t get no) Satisfaction, dos Rolling Stones, pode produzir “uma elevação de excitação que propicia a criatividade”. O estudo foi financiado pelo serviço de música on-line Spotify (play.spotify.com), que oferece algumas “study playlist”. Mais pesquisas, porém, são necessárias para comprovar esses efeitos.

01

Comments

comments

PASSWORD RESET

LOG IN