Home Posts Tagged "Neuronovas"

Neuronovas

,

Quando os pais usaram equipamentos para brincar com as crianças, elas vocalizaram em média 35% menos em comparação com livros.

,

Viciados em jogos online são capazes de deixar de comer e dormir para não sair da frente da tela. Agora, um grande estudo feito em parceria por norte-americanos e coreanos sugere alterações características no cérebro de pessoas que jogam várias horas por dia.

,

Já é bem conhecida a relação entre microcefalia e predisposição genética. Mais recentemente, a doença tem sido associada também ao vírus zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, embora ainda não se saiba exatamente como isso ocorre. Um estudo publicado na Neuron em dezembro se aprofunda nos mecanismos genéticos da doença.

,

A capacidade humana de criar arte não está ligada a uma única área do cérebro. Dependendo das emoções em jogo no momento, regiões distintas poderão ser acionadas, e em intensidades distintas. É o que sugere um estudo recente que analisou a atividade cerebral de pianistas de jazz.

,

A capacidade de armazenar dados no cérebro é de no mínimo 1 petabyte, ou o equivalente a 10 elevado a 15 bytes. É o que estimaram pesquisadores do Instituto Salk para Estudos Biológicos, em La Jolla, Califórnia.

,

Melhora da concentração e redução da ansiedade e do estresse são alguns dos efeitos positivos da prática.

,

E se as escolas estimulassem as crianças a se tornarem mais que meros usuários de computadores, mas também programadores – capazes de entender e manipular linguagens que permitam criar novas tecnologias? A experiência está sendo testada em seis escolas públicas de Itatiba, interior de São Paulo, desde março, no projeto piloto Letramento em Programação, do Instituto Ayrton Senna.

,

NEURONOVAS | RELÓGIO BIOLÓGICO | Edição 5 Não é novidade que estamos dormindo menos. Há um século, dormia-se cerca uma hora a mais por …

,

NEURONOVAS | LONGEVIDADE | Edição 5 Não parar os estudos é uma prevenção eficaz contra as perdas cognitivas decorrentes do envelhecimento. É a conclusão …

,

Uma equipe com três brasileiros e um suíço representou as Américas no evento Hack The Brain 2015, que ocorreu em junho deste ano no Hyperion College, em Amsterdã, Holanda. Os estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Willian Barella, de biotecnologia, Fernando Limoeiro, de bioinformática, e Luna Gonçalves, de genética, formaram uma das seis equipes que apresentaram trabalhos com o tema “o cérebro e a educação”.

PASSWORD RESET

LOG IN