Rede CpE mapeia pesquisadores com potencial para atuar na interface entre educação e ciência

SHARE
, / 847 0

NEURONOVAS | DIÁLOGO | Edição 6

Rede CpE

A Rede Nacional de Ciência para Educação (Rede CpE) está realizando um levantamento de todos os pesquisadores doutores em atividade no Brasil cujas linhas de pesquisa tenham alguma interface ou potencial para aplicação na educação. Os resultados até agora mostram 25 mil pesquisadores nessa categoria, dos quais 2.683 são altamente produtivos e colaborativos.

O projeto, denominado Censo CpE, está em andamento há um ano, conduzido por Daniele Botaro, pesquisadora da Rede CpE, e por Jesus Mena-Chalco, cientista da computação da Universidade Federal do ABC. Os nomes dos pesquisadores foram obtidos pela análise do Banco de Teses e Dissertações da Capes e dos currículos da Plataforma Lattes, que possui mais de 4,5 milhões de perfis acadêmicos cadastrados.

A Rede CpE foi criada em 2014, com parceria do Instituto Ayrton Senna, da UFRJ e do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, e tem como objetivo promover melhores práticas e políticas educacionais baseadas em evidências.

Comments

comments

PASSWORD RESET

LOG IN