Estudar ajuda a manter o cérebro “jovem”

SHARE
, / 1345 0

NEURONOVAS | LONGEVIDADE | Edição 5

Estudar previne o envelhecimento do cérebro

Não parar os estudos é uma prevenção eficaz contra as perdas cognitivas decorrentes do envelhecimento. É a conclusão de um estudo da Universidade do Minho, em Portugal, que relacionou tempo de educação formal à saúde cognitiva.

Estudos de neuroimagem com jovens e idosos já haviam mostrado que, com o passar dos anos, ocorre uma queda de eficiência na rede cerebral das regiões frontal e temporal do cérebro. Esse impacto, de acordo com o estudo português, é atenuado pela chamada “reserva cognitiva”, isto é, a capacidade de ativar circuitos cerebrais alternativos em substituição a outros. E a reserva cognitiva decorreria do exercício contínuo das habilidades mentais, por isso a relação com o nível educacional. Os resultados foram divulgados pela Scientific Reports, da Naturee.

Estudar previne o envelhecimento do cérebro.

Comments

comments

PASSWORD RESET

LOG IN