Diferenças estruturais entre cérebro de homens e mulheres pode ser mito, sugere estudo com neuroimagens

SHARE
, / 702 0

“O cérebro masculino é mais racional; o feminino, mais emotivo.” Quem já não ouviu esse senso comum? E, além disso, há quem diga que homens são biologicamente mais propensos a seguir carreiras na área das exatas e, mulheres, no campo das humanas. Um estudo feito na Universidade de Tel-Aviv, no entanto, sugere que essas percepções são superfi ciais e, muito possivelmente, carregadas de vieses culturais. Com base no estudo de imagens do cérebro de mais de 1.400 pessoas, os cientistas descobriram que cérebros de homens e de mulheres compartilham uma miscelânea de formas, que pareciam variar mais de indivíduo para indivíduo do que de sexo para sexo.

Os neurocientistas encontraram algumas poucas diferenças estruturais. O hipocampo esquerdo – área associada com a memória – costumava ser maior em homens, por exemplo. No entanto, houve uma quantidade signifi cativa de cérebros femininos em que essa região era do tamanho típico de um cérebro masculino.

Por outro lado, em diversos cérebros masculinos o hipocampo esquerdo era menor do que a média dos femininos.

Mas então por que homens e mulheres agem de forma tão diferente? Há base neurobiológica para isso? Segundo a chefe da pesquisa, Daphna Joel, isso parece ser um mito. Sua equipe analisou dados sobre comportamentos estereotipados de cada gênero, como jogar videogame e fazer artesanato. Os resultados também foram muito variados: apenas 0,1% dos indíviduos tinha apenas comportamentos considerados femininos ou apenas comportamentos considerados masculinos. Joel acredita que os resultados, publicados no Proceedings of the National Academy of Sciences, são um primeiro passo revolucionar a forma como o cérebro é compreendido pela comunidade científica e as percepções sobre gênero.

Comments

comments

PASSWORD RESET

LOG IN